A Comissão lançou os primeiros convites à apresentação de propostas no âmbito da vertente digital do Mecanismo Interligar a Europa (MIE Digital). Com um orçamento previsto de 258 milhões de euros, os convites à apresentação de propostas visam melhorar as infraestruturas de conectividade digital, em especial as redes Gigabit e 5G, em toda a União, e contribuir para a transformação digital da Europa. Saiba mais aqui

Tens entre 16 e 30 anos e um projeto em mente de dimensão europeia? Candidata-te ao Prémio Carlos Magno para a Juventude 2022 para ganhar verbas para a tua ideia. Descobre mais aqui

Estão abertas, até 31 de janeiro, as inscrições para os estágios remunerados na Comissão Europeia. Duas vezes por ano, com início em março e outubro, a Comissão oferece estágios no domínio administrativo ou da tradução. Saiba mais aqui

A Comissão Europeia lançou as iniciativas Jean Monnet «Aprender sobre a UE», uma nova oportunidade de financiamento para melhorar o ensino sobre a União Europeia aberta a escolas, redes de escolas e formadores em ensino profissional de países do Programa Erasmus+. As organizações interessadas podem candidatar-se até 1 de março de 2022 a bolsas de até 30.000 euros por um período de 3 anos. Saiba mais aqui

Há vinte anos, no dia 1 de janeiro de 2002, 12 países da UE trocaram as suas notas e moedas nacionais pelo euro, no que constituiu a maior mudança monetária da história. Saiba mais aqui

Garantir os direitos e a não discriminação, proteger a democracia e o Estado de direito, reformar a UE, construir a identidade europeia e fomentar a participação dos cidadãos são os domínios abrangidos pelo primeiro conjunto de recomendações formuladas pelos cidadãos no contexto da Conferência sobre o Futuro da Europa. Tendo reunido de 10 a 12 de dezembro de 2021 no Instituto Universitário Europeu de Florença (Itália), os participantes no Painel de Cidadãos Europeus sobre «democracia europeia/valores e direitos, Estado de direito e segurança» adotaram 39 recomendações que serão agora apresentadas e debatidas no Plenário da Conferência e que serão tidas em consideração nas propostas finais. Saiba mais aqui

O presidente francês, Emmanuel Macron, que apresentará a 19 de janeiro, em Estrasburgo, o programa da presidência francesa do Conselho, adiantou no início de dezembro as prioridades para o semestre.

A reforma do Espaço Schengen, os fluxos migratórios e uma cimeira com a União Africana são prioridades francesas, às quais se acrescenta a realização, em março, de uma cimeira da União Europeia, tendo em vista discutir um novo modelo europeu de crescimento e de investimento no pós-pandemia. Saiba mais aqui

A Comissão propôs a criação da próxima geração de recursos próprios do orçamento da UE, tendo avançado três novas fontes de receitas: a primeira assenta nas receitas do regime de comércio de licenças de emissão, a segunda nos recursos gerados pelo mecanismo de ajustamento carbónico fronteiriço proposto pela UE e a terceira na parte dos lucros residuais das multinacionais a reafetar aos Estados-Membros ao abrigo do recente acordo OCDE/G20 sobre a reafetação dos direitos de tributação («primeiro pilar»). Saiba mais aqui