Roberta Metsola (PPE, Malta) foi eleita presidente do Parlamento Europeu, com uma maioria absoluta de 458 votos.
Desempenhará o cargo na segunda metade desta legislatura, até às eleições europeias de 2024.
“A primeira coisa que gostaria de fazer como presidente é pensar no legado de David Sassoli: foi um lutador, lutou pela Europa e por nós, por este Parlamento. [...] Honrarei David Sassoli enquanto presidente, defendendo sempre a Europa, os nossos valores comuns de democracia, dignidade, justiça, solidariedade, igualdade, Estado de direito e direitos fundamentais".
Nascida em Malta em 18 de janeiro de 1979, Roberta Metsola é eurodeputada desde 2013 e a presidente mais jovem do Parlamento Europeu. Foi eleita primeira vice-presidente do PE em novembro de 2020, tendo ocupado interinamente a presidência após a morte de David Sassoli, em 11 de janeiro. Será a terceira mulher a presidir ao PE, depois de Simone Veil (1979-1982) e de Nicole Fontaine (1999-2002).
"Há 22 anos, Nicole Fontaine foi eleita, 20 anos depois de Simone Veil. Não passarão mais duas décadas até a próxima mulher estar aqui", disse.

A Comissão lançou os primeiros convites à apresentação de propostas no âmbito da vertente digital do Mecanismo Interligar a Europa (MIE Digital). Com um orçamento previsto de 258 milhões de euros, os convites à apresentação de propostas visam melhorar as infraestruturas de conectividade digital, em especial as redes Gigabit e 5G, em toda a União, e contribuir para a transformação digital da Europa. Saiba mais aqui

Tens entre 16 e 30 anos e um projeto em mente de dimensão europeia? Candidata-te ao Prémio Carlos Magno para a Juventude 2022 para ganhar verbas para a tua ideia. Descobre mais aqui

Estão abertas, até 31 de janeiro, as inscrições para os estágios remunerados na Comissão Europeia. Duas vezes por ano, com início em março e outubro, a Comissão oferece estágios no domínio administrativo ou da tradução. Saiba mais aqui

A Comissão Europeia lançou as iniciativas Jean Monnet «Aprender sobre a UE», uma nova oportunidade de financiamento para melhorar o ensino sobre a União Europeia aberta a escolas, redes de escolas e formadores em ensino profissional de países do Programa Erasmus+. As organizações interessadas podem candidatar-se até 1 de março de 2022 a bolsas de até 30.000 euros por um período de 3 anos. Saiba mais aqui

Há vinte anos, no dia 1 de janeiro de 2002, 12 países da UE trocaram as suas notas e moedas nacionais pelo euro, no que constituiu a maior mudança monetária da história. Saiba mais aqui

Garantir os direitos e a não discriminação, proteger a democracia e o Estado de direito, reformar a UE, construir a identidade europeia e fomentar a participação dos cidadãos são os domínios abrangidos pelo primeiro conjunto de recomendações formuladas pelos cidadãos no contexto da Conferência sobre o Futuro da Europa. Tendo reunido de 10 a 12 de dezembro de 2021 no Instituto Universitário Europeu de Florença (Itália), os participantes no Painel de Cidadãos Europeus sobre «democracia europeia/valores e direitos, Estado de direito e segurança» adotaram 39 recomendações que serão agora apresentadas e debatidas no Plenário da Conferência e que serão tidas em consideração nas propostas finais. Saiba mais aqui

O presidente francês, Emmanuel Macron, que apresentará a 19 de janeiro, em Estrasburgo, o programa da presidência francesa do Conselho, adiantou no início de dezembro as prioridades para o semestre.

A reforma do Espaço Schengen, os fluxos migratórios e uma cimeira com a União Africana são prioridades francesas, às quais se acrescenta a realização, em março, de uma cimeira da União Europeia, tendo em vista discutir um novo modelo europeu de crescimento e de investimento no pós-pandemia. Saiba mais aqui